O ANTES, O DEPOIS E A ESTUPIDEZ DOS DE AGORA





É normal que uma empresa que tenha construído instalações a título de compensação pela cedência de terrenos convide a autarca para inaugurar as novas instalações. Quando a equipa autárquica chega é só descerrar a placa onde o nome da distinta presidente ficará até à eternidade.

O que não é normal é que depois se mande o porta-voz oficioso colocar no VRSA+Espectacular as imagens do antes e do depois, comparando aquilo que a SONAE ofereceu com o que existia antes. Seria normal que a SONAE o fizesse na sua página na Web.

Se uma equipa autárquica que está no poder despreza a manutenção das instalações desportivas ao longo de mais uma década é natural que estas se degradem, que as suas paredes sejam invadidas por grafittis e que aos poços comecem a dar sinais de destruição. Quando se compara a imagem do “antes” com, por exemplo, o exterior do Campo Francisco Gomes Socorro percebe-se a diferença entre como ficam instalações quase centenárias se forem devidamente cuidadas, com instalações bem mais recentes, que foram votadas ao desprezo.

A colocação de imagens do “antes” revela apenas falta estupidez e falta de honestidade. Falta de honestidade porque as imagens do “antes” não retratam outra coisa senão a incompetência da equipa que governa o concelho há mais de uma década, bem como o desprezo a que votou os equipamentos desportivos, talvez porque prefiram apostar numa juventude dependente dos seus subsídios e sopinhas dos pobres.

O “antes” não é mais do que o estado a que instalações públicas, construídas com dinheiros públicos, chegaram porque a autarquia não assegurou a sua devida manutenção, permitindo que o património fosse destruído com total impunidade, não se importando pela perda que isso representava para a juventude do concelho.

Exibir novas instalações pagas por uma empresa privada como se fosse obra sua e mostrar uma fotografia do “antes”, tirada há pouco tempo, como representando que esteve na autarquia há mais de uma década revela apenas falta de honestidade. Não há memória no concelho de uma equipa autárquica que tenha apostado tão pouco no investimento na juventude com esta briosa equipa de incompetentes.

Já agora e porque estamos a jogar com a inteligência dos vila-realenses desafiamos a autarca a dizer-nos se a imagem que se segue é de antes, de depois ou dos incompetentes de agora? Se não souber com o responder peça ajuda ao pau mandado ou ao mano, que tem muito jeito para escrever quando os seus poemas se dirigem à oposição.