A DECADÊNCIA GENÉTICA DO PODER



Dodó (Raphus cucullatus), extinto no século XVIII por se deixar apanhar facilmente

Se aplicarmos os princípios do Darwinismo ao poder em Vila Real de Santo António somos levados a recear que está em decadência, há muitos anos  que governa sem oposição, sem enfrentar críticas, sem ter de se preocupar com eleitorado. Se alguém criticava comprava-se, despedia-se ou fazia-se chantagem. Ou se elogiava o poder ou se ficava calado.

Em doze anos é mais de uma geração que se forma, gente que aprendeu a estar calada, a saber que se deve temer e elogiar o poder. Quem tinha dez anos quando o Luís Gomes se apoderou da autarquia tem hoje 23 anos, toda a sua juventude e formação cívica fez-se neste ambiente.

Mas este poder absoluto tem uma consequência fatal, a perda de qualidades genéticas de quem governa, se não se corre perde-se massa muscular nas pernas, se estamos deitados perdemos cálcio nos ossos, se uma ave não voa perde a capacidade de voar. A oposição é incómoda, mas sem oposição o poder acaba por perder qualidades.

Se em vez de se superar para superar as críticas quem nos governa opta por as silenciar, acaba por perder capacidades e competências, é isso que sucedeu na autarquia de Vila Real de Santo António, essa gente já não é capaz de governar ouvindo as críticas dos seus concidadãos, é incapaz de conviver com a existência de oposição, não suporta opiniões diferentes.

Este poder apodreceu e por mais vídeos de propaganda que produzam a São já é incapaz de iludir a realidade e erros como o silenciamento das críticas nalgumas páginas das redes sociais só revela que são um poder sem qualidade, que já nem confia em si próprio. Os métodos são os do costume, mas com cada vez maior agressividade e mesmo a roçar algo mais grave.

O abuso do poder acaba por ser positivo, revela um poder acantonado na sua própria incompetência, que já é incapaz de conviver em democracia. Este poder inventado por Luís Gomes e onde a São serve de marionete é uma espécie em extinção, já não sabem viver com oposição e tropeçam em todas as críticas. É uma variedade do Dodó.