BOCAS NO TROMBONE



1. Noites de Encanto em Cacela Velha



(Imagem de Fatinha Afonso, Facebbok da Adrip Cacela)

A Adrip Cacela está de parabéns, fez um excelente trabalho. em Vez de pornochachadas musicais como a presença de Quim Barreiros nas Festas em Honra da Nossa Senhora das Dores (Monte Gordo), Vila Nova de Cacela marca a diferença e aposta na cultura.

Parabéns também pelas fotos de Fatinha Afonso.

2. Decidir primeiro, ouvir depois

Por sua iniciativa e sem ouvir ninguém a Dra. Conceição Cabrita fechou as ruas que entendeu fechar, pouco se importando com a legalidade, com a opinião dos cidadãos, sem avaliar consequências, benefícios ou prejuízos. Depois, perante a pressão de alguns comerciantes e perante as reações da população a autarca foi à Rádio Guadiana dizer que era uma experiência e queixar-se das redes sociais, precisamente as mesmas redes que a levaram a ouvir alguns notáveis.

A tudo isto não deverá ser indiferente a reunião realizada pelo PSD, que trouxe o próprio Luís Gomes a VRSA. A partir daí sentiu-se a mudança, à reunião de notáveis segue-se uma reunião pública. Mas para que servem os órgãos da autarquia, porque motivo a Dra. Conceição Cabrita não devolve o poder ao povo e convoca a Assembleia Municipal, o verdadeiro parlamento de VRSA. É como se o governo em vez de levar as suas propostas ao parlamento, ignorasse a sua existência e fosse fazer um comício para o Campo Pequeno.

A competência é da Assembleia Municipal, o órgão da autarquia para ouvir os cidadãos é a Assembleia Municipal, o órgão onde todos os cidadãos estão representados é a Assembleia Municipal. Ignorar a Assembleia Municipal, substituindo-a por sessões públicas, sem regras e onde a autarca tudo controla é inaceitável em democracia.

A decisão fere as competências da Assembleia Municipal, revela incompetência poirque ignora as muitas aplicações que dependem de mapas e demonstra prepotência. Nada disto é corrigido com comícios.

O recuo da Dra. Conceição Cabrita não prova apenas que tinha tomado uma decisão ilegal e incompetente. mostra também que perante a crise o PSD teve que reunir de urgêcia e meter ordem na xasa. Afinal que menda é o deputado municipal de Castro Marim.

3. Incompetência, incompetência e mais incompetência....


«Sr. Luís Cunha aqui está mais um exemplo do bom trabalho da autarquia...antigamente vinham limpar as caixas da rua 3 vezes ao ano agora é preciso a água entrar no 1. Andar para os moradores ligarem para a soliva para virem desentupir as caixas na Rua e depois da chamada telefonica temos que voltar a ligar para não se esqueça... o sr diretor de comunicação só se sabe gabar das poucas coisas que fazem e ninguém pode dizer o contrário...»  [José Alberto Chagas no VRSA+Espectacular]