BOCAS NO TROMBONE



1.  QUANDO A IGNORÂNCIA NOS AJUDA A SER FELIZES



Alguém a partir de Bruxelas coloca uma imagem de lixo e proporciona um momento de alegria na presidente da CM, minutos depois não escondia o seu bom humor "não é Monte Gordo" e coloca um emoji todo sorridente. É óbvio que não eram imagens de Monte Gordo, por cá, em Monte Gordo, VRSA ou Cacela, os montes de lixo são bem maiores e com um pior aspecto. Além disso, ficámos a perceber que a Presidente parece estar muito feliz com os padrões de higiene de Monte Gordo.

Mas o amigo de Bruxelas apressou-se a corrigir, explicando que em Bruxelas a recolha é feita duas vezes por semana, a que a presidente responde com um OK.

Mas vale a pena referir mais uns pormenores, estes montes de lixo surgem nas portas durante as horas em que é permitido, sendo obrigatória a utilização de sacos apropriados. Os incumpridores são penalizados. por outro lado, a autarquia de Bruxelas não se esquece de recolher o lixo.

Fica para a história que a presidente sabe que em Monte Gordo abunda o lixo por recolher, que fica feliz porque há lixo noutras cidades, que desconhece que em VRSA (vá ler o Sr, Cunha no VRSA+Espectacular)  e em Cacela o problema é igual ao de Monte Gordo.

 Mas o senhor Bringel se esqueceu-se de dois pequenos pormenores. Em primeiro lugar não nos disse quais são os seus laços com o poder e, em particular com o Luís Gomes. Em segundo lugar não explicou que se fosse tirar as fotos duas horas depois não teriam encontrado lixo, já que Bruxelas é uma cidade limpa. Esqueceu-se de explicar que o sistema de recolha de lixo em Bruxelas é o mesmo de Londres e de muitas cidades europeias que não recebem lições de higiene da autarca de VRSA. É lamentável ver alguém sugerindo que os vizinhos que vão jogar no bingo onde trabalha e lhe dão de comer são porcos. Se é assim que a autarquia resolve os problemas nem vale a pena comentar.

Também não explicou que aquele lixo não está ali casualmente, usa apenas sacos autorizados e cada monte corresponde a cada prédio e que em Bruxelas os chamados números de polícia são isso mesmo, sempre que alguém vai viver para Bruxelas tem de informar a polícia, pelo que as autoridades sabem quem mora em cada prédio.

É triste ver alguém que beneficia da hospitalidade de uma cidade e que coloca fotos de forma insidiosa e mal explicada para provocar um a orgia de imbecilidade. Mas valeu a pena, ficámos a saber que a presidente da autarquia já não faz voz grossa à empresa de recolha de lixo, como disse que ia fazer numa das conversas radiofónicas com o Tiago. O Tiago bem rematou com um "muito bem", mas a verdade é que a empresa de recolha de lixo não faz um trabalho competente e a solução encontrada por São Cabrita foi denegrir uma cidade que muito provavelmente não conhece.

Um momento velhaco, triste e deprimente.